Seguidores

SER INTELIGENTE GARANTE FELICIDADE?

Disseminou-se a crença de que nós, humanos, aproveitamos apenas 10% do cérebro. É, obviamente, um equívoco. Em estado de coma talvez isso aconteça mas servirá apenas para nos manter perto da morte. Ou seja, não se poderia viver se apenas aproveitássemos 10% do cérebro.

Outra hipótese é dizer que "aproveitamos apenas 10% das nossas potencialidades"! Neste caso, estamos mais perto da verdade se bem que não se possa dizer sequer que é uma regra geral. Nós, na realidade, tiramos maior partido desse potencial. Quantificar, ainda por cima usando um número, é que está mesmo errado.

Há pessoas que são excepcionais numa determinada área e sofríveis em todas as restantes. Mas as pessoas que se encaixam no que entendemos por normalidade retiram, obviamente, muito mais partido das suas potencialidades do que os tais 10%. O problema maior é outro: é que nem sempre temos oportunidade, motivação e condições para sermos ainda melhores.

Todos contemos alguma centelha de genialidade. Às vezes, detetamos isso bem cedo na vida. Outras vezes é mais tarde e em circunstâncias adversas que o descobrimos, quando somos desafiados a "puxar" pela inteligência e pelo que de melhor tenhamos no cardápio dos nossos recursos.

O auto-conhecimento tem, neste capítulo, um papel muito importante, até mesmo decisivo. Muitos de nós estamos mergulhados em incertezas, dúvidas, inseguranças e medos, sendo muito provável que tudo isso nos impeça de explorarmos o melhor de nós próprios. Outros têm vidas complicadas, pessoas que as aprisionam e manipulam, crenças em forças externas em quem depositam o seu destino....

Não, definitivamente nenhum de nós deve aceitar que apenas consegue usar 10% das suas potencialidades, mesmo aquelas pessoas que apresentem algumas dificuldades de foro psíquico.

Assuma-se por inteiro! Você é fruto de uma natureza cósmica (isto é, que não se restringe ao planeta Terra) que "dirige" o extenso universo em que vivemos. Você é alimentado pela energia das estrelas e é descendente de milhões de antepassados e cruzamentos bem sucedidos ao longo do tempo....

A natureza foi aperfeiçoando o organismo humano e destinou-nos um cérebro pleno de uma diversidade de aptidões. Deu-nos também uma inteligência que se auto-determinou escapando, em boa parte, das tenazes genéticas.

Temos um cérebro que aprende. A toda a hora. E sempre que quisermos. Ora não há maior liberdade do que essa. Só que, muitos de nós, não usam essa liberdade plenamente (ou porque não podem, ou porque não querem) vivendo com mentes fechadas e limitadas.

Liberte-se e viva plenamente!

Nelson S Lima